Partida direta, motores elétricos trifásicos

A Partida Direta é uma das formas mais simples de acionar um motor elétrico trifásico através de comandos elétricos. Mesmo com as tecnologias de ponta existentes para o acionamento das máquinas rotativas, motores elétricos, a partida direta é muito usual, pois possui um baixo custo quando aplicada em sistemas simples.

Entende-se como partida o espaço de tempo entre o momento que o motor está parado, desenergizado, até o instante onde atinge plena rotação nominal. A Partida Direta é indicada para sistemas que partem sob carga, pois esse tipo de partida possibilita o motor partir em seu torque nominal. No entanto, a corrente de partida é alta, atingindo valores em até 10x maiores do que o valor da corrente nominal do motor.Sem título.png

Essas máquinas partem com carga, ou seja, além de vencer a inércia o motor em seu momento de partida precisará movimentar um corpo estranho a ele, demandando maior força na ponta do eixo do motor.

Devido a essa forma quase que momentânea em partir o motor, a corrente de Sem títulopartida (Ip) é alta. Portanto, a Norma Brasileira Regulamentadora 5410 (NBR-5410) rege que, ao instalar motores com potência a cima de 5CV alimentados em redes públicas de baixa tensão 220V-127V, deve-se consultar a concessionária local fornecedora de energia elétrica. Em casos de potências maiores que o estipulado, conforme a orientação da concessionária local, deve-se utilizar de sistemas especiais ou outros tipos de partidas para reduzir essa corrente de pico.

A partida Direta é aplicada em diversas situações, exigindo para cada uma delas algumas particularidades, variando então os componentes empregados. Entretanto, a lógica de funcionamento e objetivo, que é partir os motores em sua potência máxima são comuns para todas elas.

A seguir podemos observar o funcionamento, aplicação e interpretar o diagrama de uma partida direta de forma detalhada, compreendendo a função de cada componente, através dos diagramas de Comando e Potência.

O Diagrama de Comando precisa ser interpretado de forma minuciosa, pois é ele que define a lógica de funcionamento e condições para o acionamento dos motores. Uma vez que interpretado de forma incorreta e elaborada a montagem prática em cima de sua má interpretação, poderão ser geradas consequências como: acidentes envolvendo operadores, acidentes patrimoniais e falhas imprevistas. Por isso devemos nos atentar a interpretação dos esquemas elétricos (diagramas). Vejamos a seguir o diagrama de comando comum de uma partida direta e qual a é função de cada componente em seu circuito:

Sem título.png

O Diagrama de Potência é responsável por energizar as cargas, nesse caso, o motor elétrico trifásico. É um diagrama mais prático de interpretar, mas sua função é tão importante quanto a do diagrama de comando, pois sem ele não há funcionamento efetivo das cargas. Vejamos a função e definição de cada componente desse diagrama na partida direta:

Sem título

Agora que já sabemos a função de cada um dos componentes contidos nos diagramas da Partida Direta, vamos à sua descrição de funcionamento, que é na maioria das vezes onde está a dificuldade de muitos na hora de interpretar um diagrama elétrico.

Lembrando que na hora de executar o projeto e montagem de uma partida direta os componentes precisarão ser dimensionados em função do motor e o motor em função da carga, logo os cabos e outras estruturas também. Há ainda a necessidade de testar o sistema antes de ser posto em seu funcionamento pleno, evitando então as falhas como:

– Problemas de contato;

– Mal funcionamento;

– Manutenções desnecessárias.Sem título

Sem título.png

Sem título

Capturar.PNG

As proteções, que nesse caso são:

– Relé Térmico (F7);

– Disjuntor Termomagnético (Q0);

– Disjuntor Termomagnético (Q1);

Essas terão a função de interromper o diagrama de comando, ou seja, desenergizar a Bobina do Contator 1 (K1). Intervindo diretamente no diagrama de potência, comutando os comandos de potência de Contator 1 (K1), que é o responsável por acionar e desligar o motor.

Sem título

Vale lembrar que cada aplicação da Partida Direta requer suas particularidades. Essas particularidades variam de acordo com relação do custo desejado e confiabilidade necessária onde a partida é aplicada. O modo que foi redigido e explorado é a maneira mais comum e didática de sua aplicação, devido a isso a maneira mais fácil de entender o conceito da Partida Direta.

Quer saber mais sobre comandos elétricos? Acesse a PlayList a baixo e confira nossos vídeos da categoria:


Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e inscreva-se em nosso canal para acessas conteúdos de eletroeletrônica de alta qualidade gratuitamente.

inscreva


Um pouco mais sobre o autor:

Josué Andrade Oliveira

Josué Andrade Oliveira - Time Eletrônica Fácil
Clique aqui!

Integrante do portal “Eletrônica Fácil”, onde seu foco principal é o desenvolvimento e publicação de conteúdos didáticos na área de eletroeletrônica. Atua com manutenção eletroeletrônica e mecatrônica em ativos de médio e grande porte, no ramo metalúrgico/metalmecânico.

Graduando Tecnologia em Fabricação Mecânica — Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo;
Técnico em Eletroeletrônica — SENAI São Paulo.

www.eletronicafacil.net


 

Anúncios

Deixe uma resposta